Pastor Elcio Lourenço
Mensagens do Eterno para o seu coração
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


3 dicas para FAZER as PAZES


Por que é tão difícil perdoar? Por que, na hora de pedir desculpas, a gente “trava”?

Tão complicado entender quem tem razão: ele errou, eu também...

Apesar de o tema ser um tanto “sofrível” na vida real, todos gostamos do final feliz dos livros e filmes, onde os protagonistas, após longas discussões e desencontros, acabam fazendo as pazes. Happy end.

Por que na prática é tão difícil exercitar a reconciliação?

Algumas vezes paro para avaliar a razão pela qual Jesus tomou uma criança e, colocando-a no meio dos discípulos, afirmou que somente aquele que se torna tal qual um menino entrará no reino de Deus (Mateus 18:4).

As razões podem ser múltiplas, mas há uma que praticamente diferencia o adulto da criança: a capacidade de compreender e perdoar.

Ora, quando alguém - já crescido - se sente ofendido, pergunta ao ofensor: “Você pensa que eu sou moleque?”.

Isso demonstra que preferimos nos vingar, nos afastar, ou guardar rancor, a procurar a reparação de uma amizade ou relacionamento, sendo tanto maior o ressentimento quanto mais intensa tiver sido o sentimento.

Esquecemos, assim, de que os maiores ofensores do Universo fomos nós em relação a Deus mas, mesmo assim, Aquele que é eterno e não tem idade humana, nos perdoa e nos manda perdoar:

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.
(Mateus 6:14-15).

O perdão se mostra aplicável em todas as circunstâncias, embora estejamos sempre voltados para arranjar uma desculpa ou para deixar a aproximação para amanhã.

Então, ficam aqui 3 dicas:

1 - Se a pessoa que nos ofendeu estiver ao alcance, vamos nos munir de determinação e fazer as pazes com ela conforme nos orienta o Mestre (Mateus 18:21-27).

2 - Se a pessoa não mais estiver presente, pois se mudou ou mesmo não está mais entre nós, devemos retirar qualquer ressentimento do nosso coração, pois é um espinho que machuca (Hebreus 12:15).

3 - Se fomos nós que - até sem notar - ofendemos alguém, podemos pedir perdão e colocar diariamente nossa vida diante de Deus, para que seja cancelado em nós (e no outro) o efeito desse erro oculto (Levítico 4:1-13).

Jamais guarde atritos no coração, pois ele se torna igual a uma cama de pregos, que vai ferindo nossa pele, mais e mais, seja a noite de sono ou de insônia.

Texto de autoria de Pastor Elcio Lourenço. Pastor desde 1968.
www.pastorelcio.com


Pastor Elcio
Enviado por Pastor Elcio em 07/04/2009
Alterado em 07/04/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Pastor Elcio Lourenço e o site www.pastorelcio.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários