Pastor Elcio Lourenço
Mensagens do Eterno para o seu coração
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos



Paz - com você e comigo mesmo


Existe um ditado que afirma: ninguém é perfeito.

Parece só mais uma frase feita, mas não levamos isso à real prática, de modo que estamos cercados de pessoas perfeccionistas, viciadas em trabalho, insatisfeitas com o mundo e, principalmente, sentindo-se desconfortáveis consigo mesmas.

Ora, na tentativa de ser “aceitável”, esse alguém corre desordenadamente em busca de: ter dinheiro, ser inteligente e culto, saber falar línguas, estar magro(a), ter sucesso profissional, ser agradável, receber elogios, nunca ser humilhado. Esse “molde perfeito” vira quase uma OBRIGAÇÃO.

E como resultado, essas pessoas passam a não ser autênticas, pois “copiam” padrões, e algumas usam verdadeiras máscaras 24 horas por dia, até dentro de casa. Você conhece alguém assim?

E isso, logicamente, não faz bem – nem à mente, nem ao físico, nem ao espírito. Depressão, solidão, isolamento, receios, alienação, gastos exorbitantes, ansiedade, descontrole. Se você não pode ser você, então está encurralado, e seu cérebro, seu corpo e seu espírito sabem disso.

Seguramente, o mundo gira em torno de combinações: lugar certo, hora certa, companhias adequadas. São os elementos sutis que costumamos denominar efeitos de sorte.


E falando de probabilidades, estaremos mais fadados às falhas e imperfeições do que a um ajuste absoluto de nossa vida. Quem nunca falhou?

Até parece que estamos falando de algo quase matemático. A grande questão é aprender a separar a nossa realidade - o que nós realmente somos, uma vez que não há duas pessoas com as mesmas impressões digitais ou o mesmo desenho na retina – da realidade dos outros.

Não temos o dever de ser iguais a ninguém. Nem mesmo a nossos pais, esposos, filhos ou amigos íntimos.

Deus, dentre muitas coisas especiais, é o seu Criador. E Ele fez você para ser você próprio, com seu jeito, seus olhos, seu tom de voz e sua personalidade.

Deus fez você para vencer, usando suas próprias armas, e não as alheias.

Envergonhar-se daquilo que você é, do que realizou (ou não realizou) até hoje, ou temer perspectivas no futuro, não ajudam em nada.

A Bíblia conta de um jovem chamado Davi que decidiu lutar contra um experiente guerreiro. Isto com base naquilo que já havia conseguido obter de vitória num campo praticamente singelo da vida de pastor.

O rei Saul ofereceu a ele armas e apetrechos reais que tinha. Mas ele – Davi – recusou, pois queria ser apenas Davi, e não uma cópia do rei, o que lhe trouxe uma vitória instantânea e, no futuro, o próprio reino.

Não seja tão rígido consigo mesmo, nem fixe limites impossíveis de alcançar. Não crie padrões irracionais na sua vida.

Pois assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Voltando e descansando, sereis salvos; no sossego e na confiança estará a vossa força. (Isaías 30:15)

Você não somente precisa de vitórias, mas tem direito a elas. Por isso, estabeleça uma meta de reconhecimento daquilo que você é, mesmo com falhas, e esteja certo que com o passar do tempo os fracassos se tornarão raros, e as vitórias uma constante.

www.pastorelcio.com
Pastor Elcio
Enviado por Pastor Elcio em 09/05/2010
Alterado em 11/05/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Pastor Elcio Lourenço e o site www.pastorelcio.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários