Pastor Elcio Lourenço
Mensagens do Eterno para o seu coração
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


** Às vezes você me sufoca **

“Com certeza é assim que os condenados, quando são conduzidos ao suplício, se apegam, mentalmente, a tudo o que encontram no caminho.”
Crime e Castigo 
 

 
A frase acima é retirada de um dos romances de Dostoiévski – romancista russo – e nasce de uma mente sobrecarregada com pensamentos que poderiam ser classificados tão-somente como negativos.  
 
O estado desordenado do personagem deixa claro que, quanto mais ele se fecha em torno de seus problemas, tanto mais fica aflito e mais sua mente divaga.
 
E cá estamos nós em 2010, e as coisas são bem parecidas.
 
Olhe as pessoas em volta e verá que muitas falam de forma rude, reclamam de tudo e criticam realizações. Elas se apegam a cada minúsculo detalhe.
 
Se são chefes, descontam nos subordinados. Se são simples funcionários, reclamam dos superiores. Se algo vai mal, o mundo não presta. O café está frio, o tempo está quente, o trânsito não anda e que lixo de comida servem aqui!

Em suma, são pessoas tóxicas. É difícil conviver, é penoso trabalhar e é custoso manter o ânimo perto de alguém que só fala sobre falhas e defeitos.

 
Algumas vezes NÓS somos o alvo. E aí é preciso atenção, porque quando isso acontece - via de regra - essas pessoas não estão fazendo uma avaliação sua ou minha, mas tão-somente tentando desafogar suas mentes carregadas com angústias.
 
Mas isso não é o estado em que o ser humano deva viver. Ninguém consegue – por meio de falatório e ansiedade – estabelecer o equilíbrio desejado.
 
Isso só pode acontecer se grandes objetivos preenchem nossa imaginação, nossos sonhos. Quando estamos motivados, sequer notamos pequenas falhas dos outros, pois partimos do princípio de que todos são bons e que tudo vai dar certo.
 
Esta é uma mente otimista, que não sufoca a auto-confiança, nem tenta exaurir a energia alheia.
 
Jesus nos deixou uma informação preciosa a respeito do mundo em que vivemos, explicando que não são as pessoas ou as situações que se mostram ruins, mas a forma a partir da qual as consideramos:
 
A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;
Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!   (Mt 6:22-23).
 
Duas lições para nossa vida nascem desta verdade:
 
1. Procure manter seus pensamentos naquilo que edifica e é bom;
 
2. Não dê importância para as atitudes negativas dos outros, pois elas não se destinam a você. Elas são mero desafogo para os que as praticam. Se você adotar a mesma postura deles, esses sentimentos passarão a fazer parte da sua vida, e a coisa pode ficar russa, tal qual com nosso colega de Moscou.
 
Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. (Filipenses 4:8).

www.pastorelcio.com

Pastor Elcio
Enviado por Pastor Elcio em 05/08/2010
Alterado em 06/08/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Pastor Elcio Lourenço e o site www.pastorelcio.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários